20/03/2017 11:48:11
Humanidades e Amenidades - Josian Paulino
Declamar poesia para resistir e lutar contra as injustiças: o 'slam' está chegando a Maceió
Crédito: Fotos/ Página FacebookO evento 'Slam Resistência' acontece na capital paulista desde 2014
Josian Paulino é agitador cultural e professor de História da Arte

Era pra ser mais uma bela noite de batalha de poesia. Na praça Roosevelt muitos jovens se reuniram para mais uma edição do “Slam Resistência”, evento de poesia marginal que acontece desde 2014 em São Paulo. No entanto, o sarau marginal foi interrompido pela abordagem de guardas civis metropolitanos, que, tentando constranger os participantes do evento, alegavam que os jovens poetas estavam perturbando a ordem pública.

O slam (do inglês, “bater com força”), modalidade de poesia de rua que vem se espalhando pelo Brasil como rastilho de pólvora, vem causando incômodo em muitos políticos, inclusive no prefeito da capital paulista João Dória, que declarou guerra contra a arte e a cultura de rua. Exemplo disso foi ter a destruição, na avenida 23 de Maio, da obra que era o maior painel de grafite da América Latina, cobrindo-a de tinta cinza em janeiro. Ironicamente, a ação contou com o apoio da própria Secretaria Municipal de cultura.

Se por um lado avança, com velocidade e força cada vez maiores, a tal “onda conservadora” na política brasileira, por outro, focos de resistência vem surgindo também, principalmente através de intervenções culturais. E foi com esse objetivo que um grupo de produtores culturais, artistas e pesquisadores ligados às causas sociais se reuniram para trazer a experiência do slam de poesia para Maceió.

VEJA AQUI O 'SLAM RESISTÊNCIA' QUE ACONTECEU NO CENTRO DE SÃO PAULO

O evento acontece nessa terça-feira (21), a partir das 15h, na praça Sinimbu, localizada no centro da capital. Violência nas grandes cidades, racismo, machismo, homofobia, política e periferias são predominantemente os temas abordados pelos poetas que participam do slam. “A ideia é que a arte falada chegue à mente e ao coração do público, levando-os a reflexão e conscientização sobre assuntos que hoje merecem ser pautados na sociedade brasileira”, afirmou Laura Holanda, uma das organizadoras do evento. O “Slam Mcz” acontecerá uma vez por mês em local e data a serem definidos antecipadamente pelo coletivo que organiza o evento.

Confira aqui o link do “Slam Maceió”:

https://www.facebook.com/events/1408095222598181/
https://www.facebook.com/slammcz/?fref=ts

Conheça também o “Slam Resistência” de Sampa:

https://www.facebook.com/slamresistencia/