11/01/2018 08:55:27
Ivaldo Pinto - Turismo em Pauta
Alagoas atrairá mais de 600 mil turistas na alta temporada de Verão, segundo dados da Sedetur
Crédito: Fotos/ Ivaldo PintoA bela enseada da Pajuçara, cartão-postal de Maceió
Ivaldo Pinto é jornalista

Em Alagoas, a alta temporada de Verão começou em 1o de dezembro, estendendo-se até 28 de fevereiro. Segundo levantamento da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), nesse período são esperados cerca de 600 mil turistas vindos de todas as regiões do Brasil e também do exterior, 12% a mais do que na temporada passada. O que se observa são hotéis, pousadas, restaurantes e bares lotados e praias com movimento intenso em Maceió e nas cidades turísticas do interior e do litoral.

De acordo com o secretário de Turismo, Rafael Brito, vários fatores têm contribuído para esse crescimento, a exemplo da redução do ICMS sobre o combustível da aviação (QAV) de 17% para 12%, que expandiu a malha aérea do Estado; ações de promoção e divulgação do destino Alagoas em feiras nacionais e internacionais, bem como capacitação de agentes de viagens brasileiros e estrangeiros. Ainda segundo o secretário, o Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares receberá mais de 600 voos extras na atual temporada.

Rafael Brito afirma, ainda, que a alta temporada vai injetar na economia mais de R$ 1 bilhão, uma vez que os turistas costumam permanecer em média sete dias no Estado, gastando R$ 250 por dia, de acordo com o escritório de eventos Maceió Convention & Visitors Bureau. O dirigente da empresa diz que o turismo já é a segunda matriz da economia de Alagoas, crescendo “em direção ao pódio”. Ele acrescenta que somente com as festas de Réveillon cerca de R$ 100 milhões foram incrementados na economia alagoana, gerando empregos para mais de 3.500 alagoanos.

Notas

* Profissionais de turismo do Brasil e de Portugal estarão reunidos em Lisboa, dia 26 de fevereiro, por ocasião do 2o Encontro Internacional dos Profissionais de Turismo de Portugal, que acontece dois dias antes da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL). O encontro, que começa às 19h30, em formato de jantar, será no Vila Galé Ópera. O objetivo é promover networking entre convidados, estimular novos negócios e trocar experiências. Na oportunidade, haverá palestra do presidente do conselho administrativo do Vila Galé Ópera, Jorge Rebelo de Almeida, do diretor comercial do Rio Convention & Visitors Bureau, Michael Nagy, do diretor de vendas da TAP Portugal, Paulo Henrique Cunha, e de um representante do Rio Grande do Norte.

Jacytan Melo/ Divulgação
A atraente Lisboa sediará encontro de profissionais do turismo

* O Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) está oferecendo inscrições gratuitas para empresas e instituições públicas interessadas em promover produtos e destinos brasileiros no estande do Brasil nas feiras de Moscou, na Rússia, e Xangai, China, que serão realizadas em março e maio, respectivamente. As feiras são uma das mais tradicionais ferramentas de promoção do potencial turístico brasileiro no exterior. Além de atrair visitantes, esses eventos divulgam para mercados prioritários a infraestrutura turística do país, com foco em multiproduto e no segmento Mice (Meetings Incentives, Conferences and Exhibitions), e ainda fazem parte da estratégia de promoção e apoio à comercialização de 2018.

Vista panorâmica do Rio de Janeiro 

* A violência não afugentou turistas no Réveillon deste ano no Rio de Janeiro. Segundo pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-RJ), a média geral de ocupação da cidade ficou em 89%. Ainda de acordo com a pesquisa, na noite da Virada a média na cidade chegou a 98% e as regiões de Copacabana/ Leme e Flamengo/ Botafogo bateram 100%. Quanto ao prolongamento da estada nos hotéis, a média acumulada de dezembro (desconsiderando o final de semana de Réveillon, que puxaria a pesquisa para cima) estava em cerca de 50%. Para o Carnaval ainda não há pesquisa, mas o presidente da Abih-RJ, Alfredo Lopes, espera que a hotelaria chegue a 85% nesse período.

* Dados da Secretaria do Turismo do Ceará (Setur) revelam que aproximadamente 825 mil turistas visitarão o Estado nestas férias (que se iniciaram em 15 de dezembro de 2017 e vão até 31 de janeiro de 2018), número 6,2% maior do que o registrado em igual período no ano passado. Com relação à taxa de ocupação hoteleira, deve chegar a 88,1%, maior 10,5% do que no ano passado. Ainda de acordo com a Setur, o gasto per capita médio dos turistas é de R$ 2.550, o que deve gerar R$ 2,1 bilhões de receita turística. De acordo com o secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, em 2017, a Setur investiu 27,3 milhões em promoção e publicidade, o que resultou no crescimento no número de turistas e na atração de novos voos.

Contato: ivaldopintodebarros@hotmail.com