22/12/2017 12:16:37
Diversão e Arte
'Fuzuê dos 10 anos Identidade Alagoana' reúne música, cinema e poesia no Quintal Cultural
Crédito: Fotos/ Página Facebook'Soando na Sala' é um dos eventos produzidos pelo coletivo durante 2016
Paulo César Moreira

Nesse sábado (23), o coletivo cultural Identidade Alagoana comemora dez anos de existência com o evento “Fuzuê dos 10 anos Identidade Alagoana”. A festa conta com a participação dos músicos Felipe de Vas, Edi Ribeiro, Pedro Salvador, Natalhinha Marinho, MC Tribo e Diego Verdino, além da historiadora Sandra Sena, que fará uma intervenção poética. Um curta-metragem sobre a história do coletivo também faz parte da programação. O evento começa às 17h, no Quintal Cultural à rua Sol Nascente, 81, bairro do Bom Parto. A entrada é franca.

O coletivo fundado em 2007, atuando de início em rádios comunitárias, divulgando a música e os artistas do Estado, passou por quatro diferentes emissoras antes de finalizar as atividades nessa área em 2016. A produção e realização de eventos é outra faceta do grupo, a exemplo dos projetos “Encontro artístico” – uma celebração múltipla de arte alagoana –, e o intimista “Soando na Sala”.

Uma das primeiras edições do 'Soando na Sala' que teve oito edições realizadas em 2016

O integrante do coletivo e produtor Diego Vasconcelos explica que os eventos realizados pelo Identidade Alagoana fizeram “bastante sucesso com a galera”. “Tivemos uma recepção muito boa do público nas 11 edições que fizemos do ‘Encontro artístico’ entre 2004 e 2016, e também das oito edições do ‘Soando na Sala’ em 2016.”

Vasconcelos indica, ainda, que os artistas que irão se apresentar no “Fuzuê de 10 anos” já participaram diretamente “de alguma atividade do Identidade Alagoana”. “Ao longo dos dez anos fizemos muitas amizades com os músicos, porque antes de fazermos eventos, fizemos muita rádio. Então nós criamos muitos vínculos de amizade com os artistas. Daí antes de produzir os eventos, já conhecíamos, já tínhamos ideia de quem ia chamar, facilitando muito o movimento. Ter o apoio dos artistas para nós que trabalhamos com divulgação da cultura é muito importante.”